14 agosto 2007

Crise da Democracia representativa.



Uma página com mais de três dezenas de artigos sobre o tema, a crise da Democracia representativa, e por que não dizer, a crise da mais sofisticada forma de controle social?

Aonde irá a Democracia nascida na Grécia, já excludente, passando pelas tradicionais adaptações liberais, hoje o neoliberalismo inventou a Democracia sem Estado, onde as responsabilidades deste são unicamente o de promover programas de integração ao mercado. Será a morte da Cidadania? ou a submissão deste valor ao monstro-mercado ? Hoje ser cidadão ,segundo as ações do Estado e a veiculação da mídia, não passa por tão somente se tornar consumidor ou produtor, como diz Evelina Dagnino(que não está presente na seleção).

Autores como Eduardo Galeano, José saramago e muitos outros trazem ao debate, o que a grande mídia esconde, o esgotamento do capitalismo e da Democracia liberal como alternativa à solução dos problemas mais básicos da humanidade. Ou será que existe alternativa dentro da perverssão capitalista-global?


Acesse e tire suas próprias conclusões no sítio do Le Monde:


Um comentário:

Xavier disse...

O que hoje nós chamamos de democracia representativa, é completamente diferente da democracia grega (bem dito pro você "já excludente"). Nosso sistema político é mais próximo da república romana, com seus ricaços oligarcas que controlam o Estado com apenas mínimo interesse na população em geral.
Porque se eles são representantes do povo, como eles fazem tantas coisas que não condizem com a opinião pública? Como claramente mostraram os barões do café com leite, direito a voto não quer dizer democracia.